Aprenda já como aproveitar melhor o networking profissional!

Uma das maneiras mais eficazes de evoluir profissionalmente é cultivar um networking profissional. Quanto melhor for a sua rede de relacionamentos, maior é a chance de conseguir oportunidades e fazer bons negócios.

Neste artigo, você vai conhecer os desafios e as vantagens de estabelecer um bom networking, além de aprender as melhores práticas para tirar proveito da sua rede de contatos.

E aí, ficou interessado? Então continue com a gente e siga a leitura!

Por que o networking profissional é tão importante?

Networking é um termo em inglês formado pela união das palavras net (rede) e working (trabalhando). Trocando em miúdos, significa possuir uma rede de contatos trabalhando a seu favor.

Independentemente do lugar ou da área de atuação, as pessoas gostam de fazer negócios com pessoas conhecidas. Cultivar bons relacionamentos e ser alguém empenhado em agregar conhecimento é a melhor maneira de conquistar a confiança alheia.

Como tirar bom proveito da sua rede de relacionamentos?

A tarefa de conquistar novos contatos depende basicamente de três condições: ser amigável, ter capacidade de entrosamento e agregar valor. Combinar tudo isso é a chave para conseguir relacionamentos duradouros e até grandes amizades.

A seguir, listamos 5 superdicas para você cultivar um networking de qualidade. Confira!

1. Mantenha os seus contatos ativos

Diga a verdade: tem coisa mais chata do que aquela pessoa que só lembra de você quando está passando por algum aperto? Pois é, só que é exatamente assim que a maioria das pessoas se comporta quando o assunto é networking profissional.

Contato sem relacionamento é somente isso: um contato. O fato de você ter centenas de amigos nas suas redes sociais não significa que esteja cultivando um networking apropriadamente. Assim, o melhor que você tem a fazer é selecionar alguns contatos-chave e manter um relacionamento ativo com eles.

Todo relacionamento é baseado nas relações de troca. Antes de pensar em obter qualquer benefício, você precisa ter algo interessante a oferecer. Por isso, mais do que falar, é fundamental estar disposto a ouvir.

Não é necessário ser um tagarela para ter a atenção alheia. Encontre um ponto em comum entre você e o seu contato e estabeleça uma ligação. Tudo o que você precisa é fazer as perguntas certas, demonstrando interesse verdadeiro nas respostas da pessoa. Depois que puder ajudá-la de alguma forma, aí sim solicite algo ou ofereça os seus serviços.

2. Procure interagir com novas pessoas

Qualquer bate-papo pode ser uma boa oportunidade para ampliar a sua rede de contatos. Mas não espere que esses momentos apareçam sozinhos. Você precisa criá-los. Vá a eventos, palestras, fóruns e demais ocasiões que proporcionem a chance de interagir com novas pessoas.

Não adianta nada você conhecer gente nova, se não houver algum diálogo depois. Assim, nossa dica é selecionar as pessoas que achar mais interessantes e estender o relacionamento. Você pode enviar um e-mail ou mandar uma mensagem em alguma rede social, por exemplo. O importante é focar na relevância, e não na quantidade.

Procure manter boas relações com as pessoas com quem já trabalhou, especialmente antigos chefes e todos aqueles que reconhecem o valor do seu trabalho. Mantenha as suas redes sociais atualizadas com os seus projetos e ideias e tenha preparada, na ponta da língua, uma boa resposta para quando alguém perguntar o que você está fazendo no momento.

Ao estar sempre presente, você se mantém em evidência e aumenta as chances de alguém lembrar do seu nome quando surgirem eventuais oportunidades.

3. Esteja disposto a aprender e ensinar

Ninguém é referência à toa. Os grandes especialistas são pessoas que continuam a aprender todos os dias — na maioria das vezes, com pessoas em níveis hierárquicos inferiores.

Pare e pense: boa parte do seu conhecimento veio do que você aprendeu com os seus contatos, certo? Logo, todos somos capazes de aprender e ensinar.

Sendo assim, a melhor maneira de demonstrar a sua disposição em ensinar algo de valor é sendo atencioso. Dirija-se ao seu interlocutor olhando-o nos olhos e chamando-o pelo nome sempre que possível. Isso demonstra um interesse genuíno, transformando você num contato preferencial.

4. Seja ético, sempre

O conceito de ética abrange muitas coisas, mas, basicamente, diz respeito a tratar todos com respeito e honestidade. No networking profissional, a ética é uma qualidade muito valorizada.

Fofocas, por exemplo, são bastante antiéticas. Existem por aí muitos profissionais e empreendedores que são extremamente negativos e tendem a criticar qualquer serviço que não seja o deles. Fuja desse tipo de comportamento. Ele só serve para criar inimizades e deixar você muito malvisto.

As pessoas gostam de gente agregadora. Seja o tipo de sujeito que agrega tanto conteúdo quanto contatos interessantes. Estar sempre atualizado sobre os temas pertinentes ao seu mercado, bem como ter profissionais de áreas relacionadas para indicar, fará com que você seja alguém lembrado e respeitado.

5. Tenha persistência, mas com limites

Ser persistente é bacana, mas também é essencial ter certos limites. Ninguém — nem você — quer perder tempo e energia com gente que não acrescenta nenhum valor à sua vida.

Falando assim, pode até parecer um tanto rude, mas trata-se da maneira como as coisas funcionam no mundo dos negócios. A melhor dica, aqui, é encontrar o equilíbrio: não seja nem muito tímido, nem muito chato. Preze pela boa comunicação e não tente forçar a amizade.

Você também não precisa entrar em contato com qualquer um. Prefira falar com gente da sua área de atuação, que possa apresentá-lo a outros contatos do mesmo nicho. Dessa forma, fica muito mais fácil encontrar e conhecer nomes de referência do seu meio.

Por fim, lembre-se que o mais importante é causar uma boa primeira impressão. Antes de tudo, você precisa ser notado para ser lembrado. Vender o seu peixe ou propor parcerias é algo que só deve fazer em um segundo momento.

Viu só como o networking profissional é vital para a evolução da sua carreira ou do seu negócio? Por isso, se você deseja saber mais sobre esse assunto, siga a gente no FacebookInstagram e LinkedIn. Até o próximo artigo!

0 respostas

Deixe uma resposta

Quer deixar um comentário?
Compartilhe sua opinião com a gente!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *